terça-feira, 13 de abril de 2010

Pfff

Ainda estou decidindo se o que miou minha ficada com o único pretendente que eu quis genuinamente beijar nos últimos dois anos e meio tirando vocês-sabem-quem foram influências externas, incompetência alheia, incompetência própria, quebranto, maldição do infeliz do Murphy ou qualquer outra coisa desse naipe... As possibilidades são infinitas.
Mas fato é que, surprise, surprise, miou. Como diz minha prima É IMPRESSIONANTE como esse meu tipo de história dá errado. Eu digo que é incrível a minha incapacidade pra querer uma coisa que preste. Sabe, mesmo com meus surtos de frio na barriga, eu nunca achei que estava de fato apaixonada. Foi só aquela sensação que eu já tinha até me esquecido de ficar afim de alguém. Era legal, eu tava me divertindo. Pois é. Já era.
E eu contaria tudinho aqui tintim por tintim não fosse a preguiça INFINITA que eu tenho da história. Sabe quando uma coisa que era pra ser simples e gostosa vira um problema chatonildo de resolver? Então.
A boa notícia dessa porcaria é que ninguém do lado de cá teve recaída por certo Estrupício. Acho que, no fim das contas, serviu pra alguma coisa boa mesmo. Não, isso não diminui minha preguiça. Haja, viu? Haja.

2 comentários:

  1. Miou mesmo então??? Estava ontem mesmo pensando em vc e nessa história preguicenta... eca!!
    Mas realmente vc tem todaaaa razão do mundo, serviu pra uma coisa excelente, não pensar naquele que não deve ser nomeado e algo mais que ótimO!!!!
    TO ORGULHOSA DE VC PRIMA!!! E olha, quer saber? Essa história tava enrolada demais... hora de partir pro próximo!

    ResponderExcluir